SÉRIE IRSFD – CASOS DE SUCESSO Label Rouge – Programa Global Markets APAS

“A Label Rouge carrega uma filosofia que tem como pilares: sustentabilidade, saúde e bem-estar das nossas aves, nossos colaboradores e consumidores e a preocupação com a Segurança de Alimentos em toda a cadeia. Temos como missão: Suprir as famílias brasileiras com alimentos saudáveis e saborosos”… Palavras da entrevista concedida por Guilherme Armanhe, Diretor Comercial.

A Label Rouge foi uma das empresas participantes da XVIII edição do Prêmio Food Design, exemplo de empresa pioneira no ramo em que atua, que, vencendo muitos desafios, posicionou a Qualidade e a Segurança de Alimentos como pontos fortes da empresa.

Histórico
A Label Rouge, situada em Porto Feliz, interior de São Paulo, está no mercado há mais de 27 anos. Iniciou no manejo de ovos caipira desde sua fundação em 1992, sendo pioneiros nesse mercado. As aves são criadas soltas “ao verde do campo”, podendo ciscar, tomar banho
de sol, subir em árvores, descansar na sombra. Sua alimentação é de origem vegetal baseada em milho e soja.

“No início foi muito difícil, pois colocamos no mercado um produto diferenciado, com valor agregado elevado, procurando mudar a percepção do segmento de ovos, usando bandeja de acrílico contendo 10 unidades de ovo importada da Áustria. Isso num mercado que vendia apenas ovos de bandejão sem marca, sempre embalados com 12, com um conceito de que ovo era tudo igual. Assim segmentamos a categoria de ovos e inserimos marca no produto” – contou Guilherme.

Label Rouge hoje
Os fundadores Luiz Claudio Rodrigues, atual Presidente e Gislaine Armanhe Rodrigues, CEO da empresa, sempre acreditaram nos três grandes pilares de sua filosofia de negócio. Juntos com o herdeiro Guilherme, levam hoje a marca Label Rouge para mais de 17 estados, estando presentes em mais de 2 mil pontos de vendas

Prêmio Food Design – XVIII edição – escopo Global Markets*
A Label Rouge foi uma das empresas participantes da XVIII edição do Prêmio Food Design, versão Global Markets APAS.

Entrevista
Segue a íntegra feita por mim, Mayara Athayde, do Relacionamento do IRSFD, com Guilherme Armanhe.

Mayara: Quais produtos a Label Rouge produz?

Guilherme: ovos de galinha caipiras e ovos orgânicos.

Mayara: Como é a Política de Segurança de Alimentos da Empresa?

Guilherme: Temos uma Política de Qualidade interna e trabalhamos baseados em Boas Práticas de Fabricação, APPCC/ HACCP e Programa Food Defense.

Mayara: Sobre o Programa Global Markets: em que ano a empresa ingressou no programa? O que motivou a empresa a adotar esse Programa? Poderia comentar em que nível que a Label Rouge se encontra?

Guilherme: A Label Rouge ingressou no Programa em 2018, com a principal motivação de ampliar o fornecimento para grandes redes de varejo. O nível que a empresa foi auditada, pelo Programa Global Markets foi o Intermediário.

Mayara: Quais foram as maiores dificuldades que a empresa encontrou para implementar o Programa Global Markets, especificamente o que está sendo adotado pela APAS? E como essas dificuldades foram superadas?

Guilherme: As maiores dificuldades foram a falta de recurso financeiro e conseguir disciplina da equipe. Essas dificuldades foram superadas através de treinamentos, elaboração de procedimentos e com a melhoria da disciplina.

Mayara: A empresa teve que investir em infraestrura, equipamentos ou utensílios para participar do Programa Global Markets? Se sim, qual foi a média de investimento?

Guilherme: Sim, a média foi de R$ 10.000. Foi um investimento interno com a equipe de Qualidade.

Mayara : Quais foram as vantagens da adesão do Programa Global Markets APAS para a Label Rouge?

Guilherme: Com a adesão do Programa Global Markets APAS melhorou a Cultura de Segurança de Alimentos na organização bem como sua gestão.

Mayara: O que motivou a Label Rouge a concorrer ao Prêmio Food Design XVIII edição – escopo Global Markets APAS?

Guilherme: Devido à toda dedicação e controles dedicados à Qualidade e Segurança de Alimentos na nossa produção, que se inicia em nossas granjas de aves criadas soltas “ao verde do campo” e estende-se em todos o processo produtivo, até a mesa do nosso consumidor final, decidimos concorrer, pois acreditamos que o Troféu Guaxinim simboliza a Segurança de Alimentos e tem tudo a ver com esse nosso propósito, abraçando assim esse nosso comprometimento.

A Label Rouge carrega três pilares como filosofia: sustentabilidade, saúde e bem-estar das nossas aves, nossos colaboradores e consumidores, tendo a preocupação com a Segurança de Alimentos em toda a cadeia.

*O Programa Global Markets
Foi criado pela GFSI, a Global Food Safety Initiative: www.mygfsi.com.br. Trata-se de um programa global de apoio para pequenos negócios da área de alimentos caminharem num passo a passo rumo à certificação em normas de Gestão da Segurança de Alimentos, reconhecidas globalmente por essa entidade, tais como: IFS, BRC GS, FSSC, GlobalGAP etc. No Brasil, Grupo BIG, Carrefour, Makro e GPA têm utilizado esse modelo como requisito para qualificação de seus fornecedores.
Você encontra esse Programa no link www.globalmarketsapas.com.br, onde você pode acessar os requisitos dos níveis Básico e Intermediário, sendo o nível mais avançado o de Certificação.
Essa iniciativa conta com o apoio do IRSFD e já incluiu
centenas de micro, pequenas e médias indústrias de alimentos e de produtores de FLV (frutas, legumes e verduras).

Autor: Relacionamento IRSFD